Image Map

7 de maio de 2013

BAP se irrita com comparação: "não vim falar de Corinthians"






O valor é R$ 5 milhões a menos do que o Corinthians recebe do mesmo patrocinador Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem / Divulgação 

Mesmo com a reunião do Conselho Deliberativo marcado para esta noite, o Flamengo apresentou esta tarde sua parceria com a Caixa Econômica Federal, que caso tenha aprovação do conselho, vai passar a estampar sua marca na parte da frente da camisa do clube: na faixa central e nos dois ombros.

O valor do patrocínio é de R$ 25 milhões por um ano de contrato com a possibilidade de renovar por mais. Para o vice-presidente de marketing do clube, Luiz Eduardo Baptista, a apresentação foi feita antes da aprovação por parte do conselho por questão de transparência.

"O Conselho é soberano e cabe a ele decidir se o Flamengo vai ter ou não a camisa mais valorizada do Brasil com R$ 73 milhões" disse, contabilizando além do contrato com a Caixa mais R$ 35 milhões do contrato com a Adidas, mais R$ 10 milhões do contrato com a Peugeot (que passa para as costas da camisa) e mais R$ 3 milhões do contrato com a operadora Tim (que estampa suas marcas nos números da camisa).

Para o presidente Eduardo Bandeira de Mello o dinheiro vai servir para o Flamengo seguir com sua política de saneamento das finanças e que o patrocínio da Caixa não será utilizado para a contratação de reforços. "Reforços virão da conta do Sócio-Torcedor e por isso é importante a adesão do torcedor à campanha" disse. Bandeira de Mello descartou qualquer ilegalidade no contrato com o banco estatal já que o Corinthians está tendo problemas para receber a cota de patrocínio.

"O tipo de contrato com o Corinthians é o mesmo que a Caixa tem com o atletismo, com o paradesporto e outras modalidades. Se fosse assim teríamos que acabar com todos", disse o diretor de marketing da Caixa Clauir Luis Santos, que disse que o problema está perto de encontrar uma solução na justiça.

E ainda falando em Corinthians, foi questionado ao vice de marketing Luiz Eduardo Baptista sobre a diferença dos contratos de Flamengo e Corinthians entre duração e valores, ele foi enfático. "Não vim aqui falar de Corinthians. Por mim o contrato com a Caixa seria de R$ 100 milhões por 100 anos com 30% de reajuste anual. Mas entre o ideal e o que é possível há uma grande distância", disse, irritado, o dirigente do Flamengo.

O diretor da Caixa, entretanto disse que o tempo dos contratos é o mesmo, de um ano, renovável por mais um. Baptista disse ainda que o contrato com a Adidas permite que o clube siga buscando mais patrocínios para a camisa e que existem negociações em andamento.






0 comentários:

Postar um comentário

Copyright @ 2013 Flamengo Notícias.